Tipos de encadernação: conheça os mais usados no mercado gráfico!

tipos de encadernação

Livros, revistas, agendas, catálogos: todos esses materiais pedem alguns tipos de encadernação para facilitar o manuseio e fixar bem as páginas. Diferentes métodos de encadernação podem ser aplicados com essa finalidade, cujo objetivo principal é melhorar a experiência do leitor, prezando desde a mais fácil e segura manipulação das páginas até a conservação das suas folhas. tipos de encadernação

Você sabe quais são os tipos de encadernação mais usados no mercado gráfico? E quais são as suas características? Para saber a resposta, é só continuar a leitura deste post: falaremos sobre isso e explicaremos tudo direitinho, a fim de sanar todas as suas dúvidas. Acompanhe!

Tipos de encadernação

Essa é uma das formas de encadernação mais utilizadas. Isso porque permite melhor uso do material em questão, sobretudo quando falamos de cadernos, livros e outros materiais para estudo e escrita. A encadernação espiral é simples, prática e também pode ser utilizada em livros didáticos.

Ela parte de um arame enrolado — em espiral, daí seu nome — e todas as folhas do material são furadas de maneira que se encaixem perfeitamente no caminho daquele arame. Nessa forma de encadernação não existem limites de folhas, uma vez que o tamanho do arame pode variar para que todas sejam bem acomodadas.

A encadernação wire-o

Esse é um tipo de encadernação parecido com a espiral. Sua diferença está nos anéis metálicos, que são duplos. O furo no papel, nesse caso, é quadrado. O detalhe garante mais qualidade ao material e, também, maior resistência.

A encadernação wire-o é uma boa opção para materiais grossos ou com grande quantidade de folhas. Ela aguenta o peso de gramaturas mais altas de papel também, mesmo que a quantidade de páginas seja grande. A capa pode, inclusive, ser feita de um material mais duro ou pouco flexível.

A encadernação canoa

A encadernação tipo canoa também é conhecida como grampo. Consiste em um tipo de acabamento simples. Por isso, muitas vezes, é o mais barato. Esse tipo de encadernação, no entanto, se mostra limitado em relação ao número de páginas a aproveitar.

O que também influencia esse número de páginas é a gramatura dos papéis utilizados no miolo. A encadernação canoa é ideal para cartilhas e apostilas pequenas. Esse método consiste em folhas grampeadas, como vemos em revistas.

Se for utilizado em materiais gráficos que apresentam muitas páginas, pode ter o acabamento prejudicado, uma vez que o manuseio do produto fica mais frágil e as folhas podem se desprender mais facilmente.

A lombada quadrada

A encadernação do estilo lombada quadrada é realizada utilizando cola. Por isso, também é chamada de encadernação tipo cola. Nesse caso, o miolo pode ser anexado de diferentes maneiras. Os métodos mais tradicionais são aqueles feitos com costura ou com a utilização de tela. Mas também podem ser encontrados métodos mais modernos aproveitando adesivos, como o PUR ou Hot Melt.

Como você pôde perceber, a encadernação pode modificar totalmente a apresentação e a experiência do usuário. Portanto, ter em mente como escolhê-las é fundamental para valorizar o seu material. Vale a pena conhecer mais sobre o assunto e sugerir o que for mais apropriado em cada caso para as outras pessoas, também.

E então, o que achou de conhecer os tipos de encadernação mais usados no mercado gráfico? Se o post foi útil e informativo para você, também pode ser para outras pessoas, certo? Por isso, compartilhe-o em suas redes sociais!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This