Acabamentos gráficos: conheça os principais tipos

acabamentos gráficos

Apresentar seus produtos, serviços e a sua empresa ao público requer diversos cuidados para que se passe uma boa imagem, criando na percepção do consumidor uma impressão positiva. Nada faz isso de modo mais eficiente do que um material bem produzido e com acabamentos gráficos diferenciados.

Embora a presença digital seja importante, nada substitui a experiência sensorial de um material impresso. Com ele se pode explorar sentidos como o tato e olfato, ainda impossíveis de serem atingidos nos meios online. Para oferecer uma experiência completa ao cliente é preciso investir em produtos gráficos também.

E para que essa experiência seja ainda melhor, contar com bons acabamentos gráficos garante que o seu material se destaque em meio ao mar de informações em que vivemos hoje. Por isso, se você quer tornar as suas peças gráficas inesquecíveis para o seu cliente, conheças os principais tipos de acabamentos gráficos oferecidos no mercado!

Principais acabamentos gráficos

Corte especial

Na hora de expressar a criatividade na criação de materiais gráficos diferenciados, os cortes especiais são poderosos aliados. Com uma faca especial, a gráfica é capaz de “recortar” as peças gráficas em qualquer formato que você puder imaginar.

Com esse recurso é possível criar, por exemplo, cartões de visitas com a forma de objetos simbólicos para o ramo de atuação de uma empresa.

Refile

Ao contrário do corte especial, o refile é o corte reto feito em materiais em formatos quadrados ou retangulares. É normalmente realizado com uma guilhotina ou refiladora e usado para garantir que todas as peças de um mesmo lote tenham as mesmas proporções.

Cantos arredondadas

É um meio termo entre o corte especial e o refile, já que causa um efeito de recorte diferenciado sem, no entanto, precisar de uma faca especial para isso, já que existem equipamentos que permitem que esse tipo de acabamento gráfico seja feito com baixo custo.

O detalhe aqui é que o arredondamento das bordas não precisa, necessariamente, ser feito nos 4 cantos da peça. Fazê-lo em 1, 2 ou 3 cantos dá um charme a mais ao material.

Verniz localizado

O verniz localizado serve para destacar informações importantes em uma peça gráfica de modo mais sofisticado. A área que recebe o beneficiamento com o verniz fica mais brilhante, contrastando com as demais partes foscas.

Também conhecido como verniz UV, além do brilho, ele também garante cores mais vibrantes e a proteção do local onde foi aplicado.

Laminação

A laminação é uma cobertura extra, conhecida como filme BOPP, que o papel recebe, garantindo a ele muito mais resistência. É uma espécie de plastificação, porém, mais delicada visualmente. Além de mais durabilidade ao material, ela também garante cores mais bonitas e uma sensação diferenciada ao toque.

Existem dois tipos básicos de laminação para acabamento gráfico: fosca e brilho. Saiba um pouco mais sobre cada uma delas para entender suas diferenças.

Fosca

A laminação fosca é capaz de esconder possíveis imperfeições no papel e na impressão, além de evitar que a peça fique com marcas de digitais quando tocadas. Impressos com muito texto e que devem durar muito tempo são os mais recomendados para esse tipo de acabamento.

Brilho

O próprio nome já diz que a laminação brilho é, praticamente, o inverso da fosca. Por ser brilhante, refletindo luz, ela deixa as cores mais nítidas e bonitas, como acontece com o verniz localizado. No entanto, ela prejudica a leitura, por isso, deve ser utilizada no acabamento gráfico de peças em que as imagens sejam predominantes.

Soft Touch

A laminação soft touch é feita com um tipo de filme BOPP fosco, porém, aveludado. Ele confere ao material um toque mais suave, que causa uma experiência sensorial diferenciada a quem recebe a peça. Além disso, por ser 50% mais fosca que o normal, a fidelidade da reprodução das cores é bem maior.

Holográfica

A laminação holográfica tem um processo de aplicação praticamente igual à realizada no filme BOPP, porém, produz um efeito tridimensional na superfície do papel. Com esse acabamento gráfico, o conteúdo da peça parece se mexer de acordo com o ângulo pelo qual é visto. Dá um toque de movimento e modernidade capaz de causar um grande impacto em quem recebe a peça.

Aromática

Para quem valoriza as experiências sensoriais, a laminação aromática é outra excelente opção. Trata-se da aplicação de uma espécie de adesivo aromático revestindo a peça, como acontece com o filme BOPP. Esse tipo de acabamento pode ser utilizado por empresas da indústria de cosméticos e perfumaria, por exemplo, até mesmo para criação de amostras e embalagens de seus produtos.

Hot stamping

Se você deseja um resultado altamente refinado, com detalhes metálicos, o seu acabamento gráfico é o hot stamping. Como o nome sugere, é um tipo de laminação feita com a compressão de uma folha metalizada por uma chapa quente, fazendo ela aderir ao papel.

O resultado são detalhes, normalmente, dourados ou prateados, que imitam fielmente o efeito do próprio metal, inclusive o reflexo.

Vinco

O vinco é um tipo de acabamento gráfico utilizado para demarcar as dobras em uma peça. Por exemplo, em folders que podem ser divididos em 2 ou mais partes que abrem e fecham, imitando um livro, por exemplo.

Em alguns casos, esse vinco pode ser serrilhado, permitindo que uma parte da peça gráfica seja destacada, o que é muito comum, por exemplo, na produção de ingressos para eventos.

Relevo

Outro tipo de acabamento gráfico que torna a peça sensível ao toque é o relevo. Ele pode ser alto ou profundo, o que significa que o papel será “marcado” com saliências para cima ou para baixo, dando uma espécie de textura ao papel. O relevo é muito usado em convites de casamento, por exemplo, mas é importante lembrar que só é possível aplicá-lo em papéis com uma gramatura maior que 180.

Como você viu, é possível criar variações e combinações incríveis contando com o acabamento gráfico certo para o seu material. Com tantas opções, você pode dar asas à imaginação e criar peças tão criativas que serão sempre lembradas por seus clientes.

Agora que você já sabe quais são os principais acabamentos gráficos existentes no mercado, que tal descobrir também como inovar na revenda de materiais gráficos?

revendedor gráficoPowered by Rock Convert

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This