Cardápio Criativo: descubra 6 dicas incríveis de como desenvolve-lo

cardapio criativo
Powered by Rock Convert

Em um restaurante, lanchonete, ou qualquer outro tipo de estabelecimento que sirva alimentos e bebidas, o cardápio é muito mais do que um simples material gráfico, é uma ferramenta de venda. Um cardápio criativo e bem organizado faz toda a diferença na hora em que o cliente faz a escolha daquilo que vai pedir.

E não estamos falando somente das opções de pratos — apesar de elas serem também muito importantes —, a boa apresentação de cada uma delas é fundamental para o sucesso do estabelecimento, tornando-se, até mesmo, um diferencial diante da concorrência.

Por isso, para que você saiba como desenvolver um cardápio criativo e bem organizado, deixando seus clientes satisfeitos com os resultados trazidos por ele, elaboramos este post com 6 dicas essenciais para a realização de um excelente trabalho de design gráfico. Confira!

1. Conheça bem o estabelecimento

Parafraseando um conhecido ditado popular sobre negócios: “o briefing é a alma do design”. Por isso, quanto maior a quantidade de informações você tiver sobre o estabelecimento, mais munição você dará à sua criatividade.

Diante disso, entenda a cultura do local, conheça os pratos que serão oferecidos no cardápio, busque referências históricas sobre o tipo de culinária servido, e levante qualquer outro tipo de informação que possa servir de inspiração para você.

Pergunte ao dono do estabelecimento, inclusive, sobre os costumes dos clientes ou fatos inusitados que ocorreram por lá envolvendo os quitutes do cardápio, por exemplo. Esse tipo de história costuma render boas ideias.

2. Busque referências inspiradoras

Você já conseguiu referências sobre o local, porém elas não são suficientes? Agora, então, é hora de abrir espaço para outras informações que poderão ser mescladas com aquelas que você já tem. A internet contém uma fonte gigantesca de referências, porém, por ser acessível a todos, o risco de não conseguir inovar recorrendo somente a ela é maior.

Então, busque referências em livros, filmes, obras de arte e, até mesmo, na natureza: a única fonte de inspiração capaz de ser ainda maior que a internet. Então, não a desperdice!

3. Fuja do óbvio e do comum

Já dizia Stalimir Vieira, autor do livro “Raciocínio Criativo na Publicidade”, que para sair do óbvio, é preciso pensar ao contrário.

Ele cita, como exemplo, o case de uma bebida que desejava transmitir o conceito de internacionalidade, já que ela estava presente em mais de 100 países. O óbvio seria expressar isso na comunicação, porém a informação utilizada para a criação da campanha foi exatamente a inversa: países onde a bebida não estava presente!

Portanto, na hora de elaborar um cardápio criativo, fuja das colunas com os nomes dos pratos separados dos seus preços por uma linha pontilhada — que é o óbvio. Busque cores, formas e imagens capazes de apresentar cada quitute de modo que desperte o apetite de quem está olhando o cardápio. Uma ótima opção são os formatos personalizados, com cortes especiais. Imagine que incrível um cardápio em formato de caneca de chopp ou de hambúrguer, super criativo!.

4. Tenha atenção à qualidade das imagens

E por falar em imagens, nada de utilizar fotos de baixa qualidade na arte de um cardápio. Se for preciso, contrate um fotógrafo especializado em mockups de alimentos, mas se a verba não permitir, recorra aos bancos de imagens.

5. Planeje as informações do cardápio

Antes de pensar em diagramar o cardápio, elimine todo o excesso de informação, pois um cardápio muito extenso pode até confundir os clientes. Organize as informações em categorias, pois será mais fácil encontrá-las rapidamente. Destaque os pratos que fazem mais sucesso.

6. Cuide para que as fontes estejam legíveis

Já imaginou como seria frustrante você estar morrendo de fome e não conseguir ler claramente o que está escrito no cardápio do estabelecimento?

Por isso, além tomar cuidado com a quantidade de informações por páginas, para que não seja necessário utilizar uma fonte muito pequena, pense também na legibilidade dela; fontes muito rebuscadas costumam prejudicar a leitura.

Neste post você conheceu algumas dicas infalíveis para desenvolver um cardápio que ajudará no sucesso de seus clientes, e ainda viu como ele é uma ferramenta de vendas de estabelecimentos de alimentação.

Agora que você já sabe como elaborar um cardápio criativo, compartilhe este post em suas redes sociais para que outras pessoas tenham acesso a essa informação!

identidade visualPowered by Rock Convert

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This