Afinal, o que é Motion Design? Descubra tudo aqui!

Motion Design
https://vimeo.com/47789971 by Rafael Morinaga

Motion Design, Design de Interação, Design em Movimento, Motion Graphics ou simplesmente Motion, trata-se de uma área do design gráfico que combina princípios de design e cinema. Hoje este recurso audiovisual representa uma das maiores tendências da atualidade em todo mundo.

Oferecer uma boa experiência ao usuário que visita um site ou acessa um aplicativo é fundamental para mantê-lo por mais tempo e, ainda, garantir o seu retorno. Nesse contexto, investir no Motion Design é essencial para o sucesso do seu projeto.

Mas, para tanto, é necessário entender o conceito de Motion Design e saber qual a sua importância para tornar um site mais atrativo e agradável para o usuário.

Pensando nisso, criamos este post que explicará o que é o Motion Design, o quanto ele é importante, o que se deve levar em consideração durante a sua aplicação e, ainda, descreverá os passos do processo para que ele seja bem estruturado. Então, se você quer ter um site ou aplicativo de sucesso, continue a leitura e confira!

O que é Motion Design?

O Motion Design é uma das etapas do desenvolvimento de um produto, dedicada às formas como o usuário interage com ele. É nessa fase que toda a interface de interação é projetada, produzida e testada, com o objetivo de garantir a melhor experiência para quem acessar o site ou aplicativo.

O Motion Design pode ser aplicado a qualquer tipo de produto, em especial, no desenvolvimento de sites, aplicativos, games digitais e softwares que exigem um envolvimento maior do usuário com a sua utilização.

Também conhecido como IxD, o Motion Design faz parte do amplo mundo do UX Design, ou Design de Experiência do Usuário.

Antes de seguirmos com uma explicação mais detalhada, vejamos alguns excelentes exemplos de Motion Design:

https://vimeo.com/93013242 by Panop Koonwat

Motion design

https://vimeo.com/89474000 by Rafael Morinaga

O que é motion design

Alarm Material UI por Ehsan Rahimi

O que é motion design

Google’s Material Design Animation por Balraj

O que é motion design

Material Drawer por Jovie Brett

O que é motion design

Material design

O que é motion design

Material Animation por Jovie Brett

O que é motion design

L for Love por Serge Jouqier

O que é motion design

Contact List por Eric Azares

O que é motion design

Android Wear por George Otsubo

O que é motion design

Por que o Motion Design é importante?

A importância do IxD está no fato de ele ser o responsável por facilitar o uso da aplicação, mesmo quando seus usuários não são experientes no assunto. É o Motion Design que deve tornar o produto mais intuitivo para o usuário.

Ele trata de cinco dimensões importantes para que essa facilidade seja possível. São elas:

  • palavras  são os textos que servem como rótulos dos botões para indicar sua função. Eles devem ser curtos e objetivos, indicando o que fazer sem poluir com excesso de informações;

  • representações visuais — são os elementos gráficos (formas, ícones, tipografia e imagens) que facilitam a interação do usuário por meio de seus simbolismos;

  • ergonomia — analisa qual tipo de dispositivo o usuário está acessando o produto, como notebook ou smartphone, além de pensar na posição nos possíveis espaços físicos que ele pode estar ocupando no momento da interação, por exemplo, deitado na cama, em pé em um ônibus lotado etc.;

  • tempo — trata do tempo que o usuário passa interagindo com o produto, de quanto em quanto tempo as animações de áudio e vídeo realizam seus movimentos;

  • comportamento — analisa como os usuários interagem com o produto, para que, com esse estudo, as dimensões sejam aprimoradas, de modo a melhorar a experiência.

O que é preciso considerar no Motion Design?

Além das dimensões que vimos até aqui, existem outros fatores que devem ser considerados no Motion Design, uma vez que, por meio deles, os objetivos de cada uma delas serão atingidos. Veja, nos tópicos a seguir, o que mais é necessário considerar.

As funcionalidades

Antes de qualquer coisa, um produto precisa ter um propósito, e é por meio das funcionalidades dele que essa utilidade se apresenta. Por esse motivo, é necessário que elas estejam coerentes com o objetivo para o qual o produto é destinado.

Em um e-commerce com milhares de produtos, por exemplo, o campo de busca por um produto é uma funcionalidade indispensável para que o cliente tenha uma boa experiência.

A usabilidade

Não tem coisa mais desagradável do que entrar em um site e não conseguir navegar nele, se deparar com uma série de erros, páginas com links quebrados, botões que não funcionam etc. É disso que trata a usabilidade.

Ela deve simplificar a utilização do produto, de modo que seja tranquila até pelos usuários menos experientes, estando sempre de acordo com as necessidades do público a que se destina.

A legibilidade

Mais do que preocupação com a estética e com a função, é preciso ter cuidado com a legibilidade de uma aplicação. E não estamos falando do tamanho ou formato da fonte, mas sim do modo com que os elementos estão dispostos para facilitar o entendimento do usuário sobre o que precisa ser feito.

Trata-se do posicionamento dos botões, textos e demais objetos para que sua finalidade seja identificada com mais facilidade pelos usuários.

A estética

Claro que a estética também é muito importante dentro de todo esse contexto. De nada adianta oferecer ao usuário um site funcional e intuitivo se o visual dele não for convidativo. Muitas vezes, é possível que ele desista de utilizar a aplicação simplesmente porque a estética dela não o motivou.

Quais são os passos do processo de Motion Design?

Para que o processo de Motion Design seja bem estruturado, é necessário que ele passe pelas etapas descritas nos tópicos a seguir. Confira com mais detalhes!

Wireframe

É o desenho da estrutura da aplicação, identificando a localização de cada elemento que faz parte dela, como blocos de textos, botões, imagens, fotografias etc. É uma espécie de esqueleto, que reserva o local de cada item na tela.

Mockup

O mockup é a representação gráfica, ainda não funcional, de como será o layout de interação. Nele, já se veem as cores, imagens, textos, botões e demais elementos como seriam no final do projeto. 

Prototipagem

A prototipagem é a aplicação finalizada e funcional. Porém, rodando com dados fictícios que servirão somente para testar o comportamento de cada elemento e corrigir possíveis falhas.

É essencial considerar as necessidades do usuário no processo de Motion Design, já que o seu principal objetivo é, justamente, proporcionar a melhor experiência possível com a marca. Por isso, leve em conta, durante todo o projeto, todas as informações possíveis que possam ser coletadas sobre o usuário e, se possível, realize testes com ele.

Referências da área

A melhor maneira de se antenar e também aprender sobre Motion Design, é ver o que os outros estão fazendo. Para isso, a seguir citamos alguns grandes nomes da área. Outra maneira de aprender sobre Motion são os tutoriais gratuitos ou pagos online. Neles você irá aprender desde os princípios básico de After Effects até as algumas técnicas de animação bastante específicas.

No YouTube, temos o Pedro Aquino FX, que trás em seu canal em português um extenso material sobre animação. 

Agora, se o idioma não é um problema pra você, segue uma lista de boas referências para Motion Design:

E para finalizar o nosso post, deixamos aqui o Material Design do Google, para uma boa referência de boas práticas.

Agora que você já sabe o que é o Motion Design e a sua importância, aproveite para curtir a nossa página no Facebook e descubra muito mais conteúdos como este!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This