Revendedor gráfico: 6 erros de vendas que você deve evitar!

revendedor gráfico

Para ter sucesso nas vendas, seja qual for a área, é preciso se manter bastante atento. A concorrência é sempre alta e o consumidor está cada vez mais bem informado. Por isso, é fundamental que o revendedor gráfico esteja suficientemente preparado para prestar um bom atendimento, mostrar seu diferencial e conservar bons relacionamentos. Só assim poderá também evitar possíveis erros que o façam perder as vendas para seus rivais de mercado.

Você sabe que erros são esses? A primeira parte da sua preparação é conhecê-los. E foi pensando nisso que resolvemos elencar alguns dos piores deslizes aqui no post. Leia com atenção e fique por dentro daquilo que você precisa evitar para vender mais!

1. Deixar de agregar valor ao produto comercializado

Foi-se o tempo em que o cliente procurava um produto ou serviço por conta apenas do preço. Sabemos que o preço é importante. Porém, o valor agregado é mais relevante ainda. Um cliente procura uma solução para um determinado problema. Por isso, é fundamental que você aproveite esse gancho e mostre com objetividade e clareza como o seu produto e/ou serviço será influente (de maneira positiva) na vida do cliente.

Para que isso aconteça, o revendedor gráfico precisa evidenciar todos os benefícios possíveis envolvidos no que ele oferece. Tenha em mente que o cliente precisa se encantar e escolher o seu trabalho na comparação com os demais (levando em consideração aspectos variados, como preços e benefícios).

Seu negócio deve ser visto por ele como a melhor solução para sua necessidade. Uma boa dica é explorar os diferenciais competitivos da sua gráfica.

2. Não saber ouvir o cliente

Outro dos grandes erros é não ouvir o que o cliente tem a dizer. Pode ser que, ao levar a sério a tentativa de agregar valor ao seu produto ou serviço, o revendedor acabe por estender demais seu discurso — e se esqueça de dar a devida atenção às demandas do cliente. Se o vendedor não identificar bem o problema que o cliente deseja solucionar, dificilmente saberá se posicionar de maneira adequada para resolvê-lo.

O consumidor está cada vez mais decidido e esclarecido. Se ele procurou o seu negócio, é provável que tenha uma boa ideia do que deseja. Quanto mais espaço houver para que ele fale a respeito do que procura e do que precisa, mais chances o revendedor terá de avançar a negociação e concluir a venda. Isso porque será possível argumentar (com os benefícios e diferenciais) nos pontos cruciais de necessidade do cliente.

Do contrário, o vendedor escolherá argumentos que nem sequer fazem sentido para o consumidor. Pode ser que ele procure outro lugar que resolva de maneira mais apropriada seu problema. Então, fale menos e ouça mais!

3. Não conhecer muito bem os seus produtos

Para argumentar a respeito dos benefícios e diferenciais competitivos, é fundamental conhecer muito bem o que está vendendo. Caso contrário, como poderá sanar as dúvidas que o cliente traz?

Se o revendedor for pego de surpresa e não souber responder as questões do cliente, o resultado será uma experiência de atendimento negativa. E é muito importante evitar esse tipo de impressão hoje em dia, certo?

Uma experiência de atendimento negativa faz com que o cliente perca a confiança no vendedor e, consequentemente, na empresa. Como é possível investir naquilo em que não confia? A principal consequência será a procura de outro estabelecimento para adquirir o produto e/ou serviço que busca. E você terá perdido a venda!

4. Deixar de oferecer um bom atendimento personalizado

Diante do que já foi abordado, você deve ter entendido que o atendimento com excelência é fundamental para alcançar boas oportunidades de venda. Diante do mercado competitivo atual, o bom atendimento deixou de ser um diferencial para ser um prerrequisito. Por isso, há grande importância de personalizar o seu atendimento.

Entenda que os clientes não são todos iguais. Clientes são pessoas — e cada pessoa terá sua maneira de se comportar e suas características próprias. Por essa razão, o atendimento padronizado para todos os clientes não funciona tão bem.

A solução mais empática e benéfica é se colocar no lugar do cliente para que as chances de venda sejam ampliadas. Em outras palavras: é preciso que o revendedor gráfico enxergue a situação a partir do ponto de vista do consumidor. Dessa maneira, cada cliente se sentirá especial (como deve ser visto).

5. Não manter contato com os clientes inativos

Os clientes inativos (ou ex-clientes) não devem jamais ser esquecidos. São eles os que podem apontar com maior ciência quais são os seus erros enquanto revendedor gráfico, bem como lhe dar ótimas sugestões sobre como melhorar. É preciso procurar saber por qual razão aquele cliente tornou-se inativo, bem como por qual motivo ele não solicitou novamente seus serviços.

São essas respostas que conferem toda a orientação de que seu serviço de revenda gráfica precisa para obter mais sucesso e aumentar as vendas. Não é por acaso que se escuta no mercado que o “cliente sempre tem razão”.

Além disso, se for possível consertar algum erro que o desagradou, vale a pena investir nesses esforços. O cliente verá o negócio com outros olhos! Afinal, esse tipo de atitude faz com que ele se sinta importante, respeitado e mais bem atendido.

6. Tentar manipular o cliente

Um dos grandes erros de qualquer vendedor é usar a situação de venda para manipular o cliente, ou seja, tentar realizar a venda a todo custo. Fazer com que o cliente acelere o processo de decisão a fim de que você feche rapidamente o negócio é uma ação perigosa. Pode ser que, em uma primeira situação, você até consiga concluir aquela venda, mas dificilmente aquele cliente retornará para uma segunda compra.

É muito mais interessante ter por objetivo conquistar o cliente a somente fazer uma venda. Além disso, ao tentar manipular o cliente, fala-se mais do que se ouve. Saiba que o cliente percebe as tentativas de manipulação. A partir daí, não importa se o seu produto ou serviço será mesmo a melhor solução para ele, pois ele provavelmente buscará alguém que de fato mostre que se importa com ele.

Esses são os principais erros que o revendedor gráfico precisa evitar a todo custo se quiser alavancar as vendas. Lembre-se de que vender é uma arte. E, como toda arte, muitas vezes é necessário investir em técnicas e mais conhecimento. Os resultados serão positivos e o esforço valerá a pena para o seu negócio!

O que achou das dicas deste post? Para acompanhar outros conteúdos interessantes e não perder orientações importantes para o seu negócio, assine a nossa newsletter. Assim, você receberá todas as novidades diretamente em seu e-mail!

revendedor gráficoPowered by Rock Convert

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This