Como a correta comunicação visual pode aumentar as suas vendas?

O mercado brasileiro está cada vez mais competitivo, mesmo em tempos de recessão: onde antes havia apenas uma padaria ou um mercado, existem duas ou três empresas concorrendo pelo mesmo nicho.

Para vencer a disputa pelo consumidor e projetar sua marca no mercado, não basta apenas ter um produto de qualidade: é necessário investir na comunicação visual do seu empreendimento. Saiba em nosso post o que ela é e como pode ajudar na otimização dos lucros!

O que é comunicação visual?

Comunicação visual é um grande conjunto de elementos gráficos normalmente utilizados para divulgação, seja de campanhas governamentais, marcas famosas ou pequenos empreendimentos. Em resumo, é o uso dos mais variados estímulos visuais visando convencer o leitor de certa ideia, ou estimulá-lo a tomar alguma ação.

No contexto empresarial, os elementos de comunicação incluem materiais gráficos, como folders, flyers e cartazes, além de fachadas, vitrines, logos (e a identidade visual como um todo) e decoração interna.

Vale a pena investir nisso?

Muitos empresários, especialmente os donos de pequenas lojas, relutam em focar investimentos para a divulgação gráfica, considerando-a como uma área secundária. No entanto, o modo como seu negócio se projeta na mente do consumidor é o que garantirá uma base de clientes fidelizada — ou, caso não haja investimento em visual, a perda de relevância.

Pense na Coca-Cola, por exemplo: a cor vermelha clássica e a tipografia que nunca mudou são as bases de uma comunicação visual que atravessou décadas atraindo mais e mais clientes, tornando-a uma das empresas mais valiosas do mundo. No exemplo inverso, milhares de produtos com visual mal planejado enchem prateleiras de supermercados, sem, no entanto, destacarem-se ou atraírem valor agregado à marca.

Passos simples para uma boa comunicação visual

Em primeiro lugar, é importante saber qual é a persona a ser atingida, o público-alvo do seu negócio. Pesquise amplamente os gostos e preferências da sua clientela e use os dados obtidos para construir sua identidade visual. Uma aparência que se conecta ao cliente é o primeiro passo para atraí-lo e garantir mais uma compra.

Pessoas mais idosas, por exemplo, tendem a preferir cores mais neutras e calmas, como o verde, azul, roxo, cinza e preto. Já públicos mais jovens são atraídos por tons energéticos, e vermelhos, amarelos e laranjas se destacam. Saiba qual é seu público e monte suas cores de acordo com isso.

É necessário também que seus materiais gráficos sejam coesos visualmente, ou seja, sigam a mesma paleta de cores e usem os mesmos elementos de identidade (como o logotipo). O mesmo vale para a decoração interna e para meios online, como sites e páginas em mídias sociais.

Outra boa recomendação é o cuidado com fachadas e vitrines: invista em poucos elementos, dispostos de forma equilibrada e mantenha-as sempre limpas e em bom estado. Elas são responsáveis pelo primeiro contato com potenciais compradores, então passar uma boa imagem logo nesse momento é essencial.

Nesse artigo vimos o que é, como funciona e qual a importância da comunicação visual para melhorar a posição e as vendas de seu negócio diante da concorrência. Use esse conhecimento para projetar peças e projetos gráficos cada vez melhores e mais chamativos, garantindo a clientela e os lucros!

Gostou da postagem? Receba novas atualizações antes de todos: assine a nossa newsletter e fique por dentro!

 

marketing para designers

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This