tipos de papéis

Tipos de papéis que todo profissional gráfico deve conhecer

O trabalho do designer gráfico não termina depois que a parte gráfica está concluída. Se você é responsável por fazer a venda e entregar a peça pronta, deve se preocupar muito com os tipos de papéis que irão suportar o seu design.

Você já pensou no tanto que esta escolha influencia o seu trabalho? Acertar nessa hora significa adequar e valorizar a arte que você concebeu. Para te ajudar, nós listamos 6 tipos de papéis especiais para e mais sete tipos mais comuns na indústria e qual a melhor forma de usá-los:

Confira os tipos de papéis mais utilizados do mercado

1. Offset

O papel offset é o mais utilizado para impressões em geral, por isso muito conhecido popularmente como “papel comum”. Ele é branco, fosco, tem textura lisa e pode variar sua gramatura de 56g/m² até próximo das 300g/m².

Use este tipo de papel principalmente para o miolo de livros e em peças que serão usadas para escrita, como papel timbrado e blocos de notas.

2. Jornal

Este tipo de papel se popularizou, como o nome entrega, pelo seu uso em jornais. É um papel fino e pouco resistente, mas barato e ideal para tiragens muito grandes.

Você pode usá-lo também em revistas e, caso esteja inspirado, misturar seu uso com gramaturas maiores para criar peças de design diferenciadas.

3. Couché

Se o offset é muito lembrado para o uso geral, o couché é a principal escolha para peças de design, principalmente cartões de visita, flyers e folders. Seu nome vem da palavra francesa para camada, devido a uma película de acabamento que deixa sua superfície mais lisa.

Evite seu uso para textos extensos, mas abuse das cores na hora de imprimir em couché. Existe uma gama enorme de gramaturas e opções com camada brilhante ou fosca, tudo para a melhor apresentação possível do seu trabalho.

4. Duplex

O papel duplex tem este nome por ser composto de duas camadas, uma lisa e acetinada e outra sem branqueamento. É um papel resistente e que geralmente permite a impressão em apenas um dos lados.

Ele é ideal para a impressão de embalagens e caixas, por ter uma estrutura resistente e boa qualidade de cores.

5. Reciclato

O Reciclato é um tipo de papel obtido através da reciclagem do papel offset. Por esta natureza, ele possui cores e texturas únicas que valorizam muito uma peça de design pensada para ele.

Há várias opções de gramaturas diferentes e ele pode ser usado em qualquer tipo de peça. Apenas tenha cuidado para não misturar conceitos e tornar a mensagem do seu design confusa.

6. Kraft

O papel Kraft é um tipo não branqueado com tonalidade amarronzada, que lembra o papelão. Este tipo de papel é muito versátil para a produção de embalagens, sacolas e envelopes, e pode valorizar muito um produto se utilizado de forma adequada.

Por ter uma cor mais característica, evite o uso de muitos tons no design a ser impresso: adeque-os para que eles sejam destacados e não se misturem com o papel.

7. Fotográfico

O tipo mais comum para fotografias há décadas, o papel fotográfico é um couché com uma camada extra de polietileno que faz as cores ficarem ainda mais vivas e fieis à realidade.

Por mais que seu uso em fotos seja óbvio, o papel fotográfico oferece uma característica de impressão que pode tornar uma peça de design muito interessante e atraente, caso seja usado de forma inteligente.

Estes não são os únicos tipos de papéis existentes no mercado, mas são os mais comuns e versáteis para imprimir e mostrar ao mundo suas peças de design da melhor forma possível.

E agora que você está pensando em novas formas de vender seu produto para seus clientes, venha ver este artigo sobre o porquê e como usar um papel timbrado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This