Impressão digital vs impressão offset: o que são e quais as vantagens?

Impressão Digital vs Impressão Offset

Quem trabalha com peças gráficas de todos os tipos comumente se depara com o embate impressão digital vs impressão offset. É importante conhecer esses dois sistemas e como eles funcionam para definir qual é o ideal para a arte do seu cliente. Assim, você poderá entregar um produto de qualidade, alinhado com os objetivos dele e com as características do projeto.

Você sabe quais são as características próprias desses tipos de impressão, e quais são as vantagens de cada um deles? Sabe escolher qual o melhor, de acordo com cada tipo de proposta? No post de hoje, vamos esclarecer algumas dúvidas frequentes sobre o assunto e que fazem toda a diferença!

Se quer descobrir as respostas para essas perguntas e conhecer mais sobre o tema, continue com a gente! 

Impressão digital vs impressão offset

Designersdonos de agências de publicidade, de gráficas e outros profissionais que trabalham com a produção de peças gráficas precisam dominar o processo de produção dessas peças desde seu início — na conceituação e planejamento do projeto —, até o final, na entrega da arte para o cliente.

É importante entender quais são os tipos de impressão que existem e quando cada um deles deve ser usado, uma vez que, logo na concepção, a impressão já vai ser uma variável importante. Todo o trabalho é otimizado quando temos domínio de todas as etapas, porque assim fazemos as escolhas mais acertadas, evitando gastos desnecessários ou retrabalho.

Ok, já sabemos por que devemos conhecer os tipos de impressão. Agora, vamos ao que interessa!

Impressão offset

Trata-se do método mais antigo de impressão. Essa técnica é realizada, principalmente, por meio de três cilindros metálicos. O primeiro cilindro é umedecido com água e recebe a tinta (de consistência oleosa), no qual esses dois elementos são misturados. É nessa chapa que a imagem vai ser colocada.

Depois, a imagem é transferida dessa chapa para o segundo cilindro, chamada de blanqueta. Pronto, agora, a imagem já está ali. Falta transferi-la para o papel. É aí que entra a funcionalidade do terceiro cilindro — o papel é colocado entre ele e a blanqueta, sendo pressionado pelos dois. A imagem passa da blanqueta para o papel, e é nesse momento que a impressão acontece. 

O sistema é considerado como um processo indireto, uma vez que passa por esse cilindro intermediário antes de chegar ao papel. As cores (CMYK: ciano, magenta, amarelo e preto) são impressas separadamente, ou seja, uma a uma, misturando-se até chegar na imagem final, que contém a mistura de todas as cores.

Impressão digital

Assim como qualquer tipo de equipamento, com a tecnologia, as impressoras também passaram pelo processo de digitalização. As novas impressoras digitais, por natureza, funcionam de forma diferente e têm outras qualidades. 

As principais características dessa impressão, que a diferem da offset, são: em primeiro lugar, ela é um processo direto, no qual você envia a imagem de um meio digital diretamente para a impressora. Em segundo, a tinta já é misturada antes de passar para o papel.

Essas são as impressoras que temos em casa e que estão presentes também em copiadoras e lojas semelhantes. 

Vantagens de cada tipo de impressão

Mas, afinal de contas, como escolher entre as duas? Para se decidir entre impressão digital vs impressão offset, você vai precisar analisar algumas particularidades da arte em questão.

Cada sistema oferece vantagens diferentes, e são mais indicados para certos tipos de demanda. Basicamente, você vai precisar pensar na quantidade e nos tamanhos que a peça requer.

Entenda os prós de cada processo para saber como escolher.

Offset

Esse sistema tem dois tipos de custo: um fixo e um variável. O fixo diz respeito ao maquinário, como o custo das chapas, fotolitos e gravação, gastos esses que acontecem a cada nova impressão. Já o variável diz respeito à tiragem, ou seja, a quantidade de material a ser impresso. Porém, custo variável da impressão offset é menor do que o custo variável da impressão digital. Portanto, para médias e grandes tiragens, a offset é mais indicada. 

Ela também oferece maior flexibilidade de formatos e materiais. Com ela, é possível fazer impressões de grande escala, o que não é possível nas digitais. Ela também permite o uso de diferentes tipos de materiais e gramaturas. Além disso, algumas cores especiais, como as metálicas, por exemplo, só podem ser impressas por meio da offset.

Por fim, esse processo tem alta velocidade de impressão, maior do que o processo digital. Mas há o tempo gasto na preparação do maquinário que precisa ser colocado na conta. Novamente, isso reforça que essa opção é mais vantajosa para grandes tiragens. 

Digital

Ao contrário da anterior, a impressão digital não possui o custo fixo, apenas o variável. Portanto, é mais indicada para provas e pequenas tiragens, uma vez que você não vai ter um gasto alto para imprimir poucas cópias (como no caso da offset, devido ao custo fixo). 

Também existe um ganho de tempo na produção. Como não exige um preparo anterior, para pequenas quantidades, é mais rápido fazer a impressão digital, uma vez que esta dispensa a preparação das chapas.

A impressão digital também tem uma grande vantagem: o uso de dados variáveis. Imagine que você precisa imprimir uma peça cujas informações variam, como um panfleto de um espetáculo de dança que terá várias apresentações, em lugares, dias e horários diferentes, por exemplo.

Se optar pela offset, para cada apresentação você precisará fazer a troca de chapas, adaptando esses dados variáveis na arte. Isso gera um custo alto. Portanto, em casos como este, a digital é mais indicada, uma vez que, para modificar o que for necessário, é só adaptar o arquivo no computador, sem custos extras desnecessários.

Por último, mas não menos importante, a pergunta que não quer calar: há diferença de qualidade no produto final entre impressão digital vs impressão offset? A resposta é que sim!

Devido à natureza dos seus processos, a offset reproduz melhor as cores, e produz sim uma imagem superior em qualidade. Mas, com a tecnologia que não para nunca, há impressoras digitais cada dia melhores no mercado. O ideal é garantir a qualidade do seu fornecedor, que entregará um ótimo produto independentemente do tipo de impressão pela qual você optar.

E aí, esse texto esclareceu suas dúvidas sobre Impressão Digital vs Impressão Offset? Aqui na Gráfica KWG trabalhamos com os dois tipos de impressão. Navegue em nossa loja e descubra o melhor tipo de impressão para você.

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. ROBSON LUIZ disse:

    Estou acompanhando todo o blog e estou gostando muito!

    • Gráfica KWG disse:

      Ei, Robson!
      Ficamos muito felizes que esteja curtindo!
      Continue acompanhando nosso blog que sempre postamos conteúdos bacanas para área gráfica.

      Um abraço…
      Equipe KWG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This