POSICIONAMENTO DE MARCA

O que é e como definir o posicionamento de marca da sua empresa?

Para se destacarem e conquistar a preferência dos consumidores, as empresas precisam desenvolver uma série de ações de marketing. E entre as principais etapas do planejamento, podemos destacar a importância do posicionamento de marca. 

Ainda assim, muitas corporações começam campanhas e entram em mercados sem saber exatamente em qual posição querem chegar e de que forma elas desejam ser reconhecidas pelo público. Dessa forma, além de causar confusão nos consumidores, esse descuido pode ser um verdadeiro tiro no pé.

Por isso, se você quer entender mais sobre a importância do posicionamento de marca para o seu negócio, continue conosco e confira este post!

O que é posicionamento de marca

Posicionamento de marca é o lugar que uma empresa ocupa na cabeça de seus consumidores. Uma marca bem posicionada no mercado é aquela que tem as suas principais vantagens e características evidenciadas e afirmadas na mente do público. 

Nesse sentido, para que o posicionamento seja relevante, a corporação precisa trabalhar todas as associações que o cliente fará da sua marca, desde a identidade visual até a trilha sonora.

Exemplo: se você se posiciona como a melhor cerveja do mercado, a comunicação em todos os pontos de contato com o público deve afirmar essa vantagem de forma clara e objetiva.

Além disso, para que a sua estratégia de posicionamento seja efetiva, todo o conceito deve ser transmitido e estar claro para todos os envolvidos com o seu negócio: colaboradores, fornecedores, concorrentes e, principalmente, os consumidores. 

Assim, podemos dizer que a empresa que não tem um posicionamento claro e bem definido também não é facilmente reconhecida, o que acaba afetando a sua imagem no mercado, além de prejudicar as vendas.

Vamos citar um exemplo clássico de posicionamento de marca. Imagine que você vai a um lanchonete e pede uma Coca-Cola. O garçom responde: só tem Pepsi, pode ser?

A Pepsi, ciente de ser a segunda escolha dos brasileiros, ao invés de bater de frente com a Coca Cola, aproveitou esta oportunidade para se posicionar como sendo a segunda melhor opção do mercado.

Após definir esse posicionamento de marca, a Pepsi trabalha com menores preços e muitas promoções. Ao tirar proveito de uma imagem já estabelecida na mente do consumidor, a Pepsi conseguiu aumentar as suas vendas.

A influência do público-alvo e da segmentação de mercado

Agora que você sabe o que é o posicionamento de marca, o próximo passo é colocar a mão na massa. Para isso, o público-alvo e a segmentação são fatores essenciais. 

Antes de tudo, você precisa definir exatamente quem são os clientes da sua empresa. Aqui deve ser levado em conta fatores como sexo, idade, classe social, grau de instrução e outras características. Quanto mais detalhada for a descrição do seu público, mais fácil será para definir um posicionamento coerente e eficaz. 

Levando em conta o mercado extremamente saturado e com diversas empresas atuando nas principais áreas, é necessário encontrar necessidades e públicos que ainda não foram totalmente satisfeitos. Pensando nisso, é hora de segmentar o seu negócio!

Os 4 tipos de segmentação de mercado

De acordo com o mestre do marketing, Philip Kotler, segmentação de mercado é:

“…o ato de dividir um mercado em grupos distintos de compradores com diferentes necessidades e respostas.”

Vejamos quais são os quatro tipos de segmentação de mercado.

  • Segmentação demográfica: a segmentação demográfica é uma maneira de classificar os consumidores de acordo com: idade, classe social, profissão, sexo, religião, grau de instrução, tamanho da família e nacionalidade. Conhecida como segmentação a priori, a segmentação demográfica por si só, não é suficiente para entender as necessidades dos consumidores.
  • Segmentação geográfica: este tipo de segmentação está relacionada a divisão de mercados geograficamente. Seu consumidor é de qual região? É do Brasil? Qual estado? Quais principais bairros consomem o seu produto? Empresas que atuam em diferentes regiões, precisam se atentar para as necessidades de cada uma delas. Quando se tem um raio de atuação baixo, investir em filiais e parceiros que ajudem a sua empresa a aumentar a sua abrangência pode ser uma boa alternativa.
  • Segmentação psicográfica: como é o estilo de vida do seu consumidor? Ele é do tipo fitness ou adepto ao junk food? Gosta de sair com os amigos ou prefere ficar com a família? E quanto a personalidade e valores desse público? A personalidade de uma pessoa está relacionada às características pessoais. Por exemplo, uma pessoa pode ser tímida, agitada ou séria. Na segmentação psicográfica, é possível dividir o público de acordo com estilo de vida, personalidade e classe social.
  • Segmentação comportamental: a segmentação comportamental está relacionada ao comportamento de compra do seu produto. O objetivo deste tipo de segmentação é analisar o que uma pessoa está fazendo no momento em que encontra o seu produto e como ela reage no momento da descoberta. Podemos afirmar que o comportamento de compra de uma pessoa é fundamental para que um produto seja comercializado.

Estudo de caso:

Trazendo a segmentação de mercado para um caso bem real, podemos citar a nossa própria área de atuação. Ao invés de atendermos a todo tipo de consumidor que deseja imprimir um material gráfico, focamos apenas no segmento de revenda gráfica. Desta forma, atingimos um grupo restrito, com apenas profissionais gráficos. 

Um segmentação de mercado bem feita é essencial para qualquer negócio se posicionar e alcançar o sucesso esperado. Então, depois de definir o público-alvo e o segmento em que você vai atuar, será muito mais fácil definir o seu posicionamento.

As diferentes estratégias de posicionamento

Agora que você já sabe disso tudo, chegou a hora de decidir como a sua empresa vai se posicionar. Para isso, ela pode adotar diferentes estratégias, conforme os exemplos abaixo:

  • Posicionamento específico: quando a marca deseja evidenciar um benefício exclusivo do seu produto, como o melhor preço, a maior qualidade, a tecnologia mais avançada, etc;

  • Posicionamento de categoria: quando a marca se torna sinônimo da categoria;

  • Posicionamento contra concorrente: quando a marca quer evidenciar que o seu produto é melhor que o dos concorrentes;

  • Posicionamento por benefício: quando a marca promete um benefício exclusivo com o uso do produto.

Portanto, podemos afirmar que um posicionamento bem-feito e definido será essencial para que a empresa ou marca tenha vantagem competitiva e seja facilmente lembrada pelo público. Por isso, não deixe de incluir esta importante etapa no seu planejamento de marketing.

E então, deu para entender a importância do posicionamento de marca para o seu negócio? Deixe seu comentário e continue a discussão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This