Texturas únicas e baixo relevo. Você sabe o que é letterpress?

o que é letterpress

Quando se trabalha com materiais gráficos é importante conhecer diferentes tipos de papéis e técnicas para diferenciar as suas entregas das de outros concorrentes. Assim, o atendimento ao cliente é muito mais completo e certeiro, aumentando a probabilidade de ele voltar a comprar com você. Para isso, o letterpress funciona muito bem. Se você ainda não sabe o que é letterpress continue a leitura e se impressione com este incrível resultado.

Essa técnica, dá um toque todo especial aos produtos em que é aplicada, impactando no relevo e, inclusive, na textura. Quer saber mais?

Então se prepare para entender o que é letterpress e suas principais características, como é feito e em quais produtos utilizar. Continue a leitura!

Afinal, o que é letterpress?

Como adiantamos, o letterpress é uma técnica de impressão que perdeu espaço com o surgimento do offset. Também, pudera: hoje, impressoras conectadas até mesmo a um smartphone dão conta de imprimir com qualidade e rapidez.

Resumidamente, ele nada mais é que uma impressão feita ao utilizar a pressão das letras sobre o papel, o que resulta naquele baixo relevo tão característico dele.

Sua origem data do século XV e, até o século XIX, essa era a única forma de impressão existente no mundo. Todos os livros e documentos até a metade do século XX surgiram a partir do letterpress. Tudo graças ao alemão Johannes Gutenberg, que recebe os créditos pelo uso de uma prensa de impressão de madeira.

Também conhecido por impressão tipográfica, o nome vem de seu funcionamento. Afinal, o conteúdo a ser impresso é formado por tipos móveis. Em bom português, isso equivale a peças soltas, que podem ser letras, gráficos, textos etc.

Esses tipos ficam dispostos em uma superfície elevada, que tanto pode ser de madeira quanto de metal. A superfície recebe tinta, ou não, e, então, é prensada em um papel. Com isso, o resultado é único, uma vez que as camadas de cores podem sofrer alterações durante o processo.

Quais as suas principais características?

O letterpress confere certo ar de sofisticação e de exclusividade às peças em que é aplicado atualmente. Isso acontece, principalmente, pelas características da impressão. Conheça as principais delas a seguir.

Relevo

Para começo de história, temos seu maior diferencial: o relevo. Ao pressionar o tipo no papel, cria-se um relevo a cada caractere impresso, seja ele uma letra, seja um número ou um símbolo. Essa diferença fica bem visível e dá um charme extra a qualquer peça.

Toque especial

Com o relevo, transforma-se, também, a experiência que temos com o papel. Afinal, é possível aguçar o tato para sentir a impressão, coisa que só o letterpress permite. Na hora de se diferenciar com um cartão de visitas, por exemplo, é um segredo que pesa positivamente para seu cliente.

Textura exclusiva

Apesar de parecer o contrário, na verdade, o letterpress permite uma grande variedade na hora de combinar papéis para criar novas peças. Dessa forma, criam-se texturas únicas, bem diferentes do resultado de uma impressão offset comum.

Quais as vantagens e desvantagens do letterpress?

Entre as vantagens dessa técnica, podemos facilmente destacar o resultado final de cada peça, que será única. Além de chamar a atenção de seus clientes, certamente terá um grande impacto no público final.

Tanto pelo relevo quanto pela textura, é um tipo de impressão a que não estamos mais tão habituados. Por isso, há uma maior percepção de valor em materiais feitos a partir da prensagem.

Em contrapartida, as tintas pastosas necessárias para esse processo tendem a ser mais caras. Fora isso, as máquinas utilizadas para o letterpress só podem ser adquiridas no Brasil por meio de importação. Com isso, o valor do orçamento sobe.

Outro ponto que deve ser considerado é a quantidade e o prazo do seu cliente. Após ver como é feito esse processo, dá para entender por que ele leva mais tempo de produção.

Em que tipos de produtos podemos utilizar essa técnica?

Apesar das muitas combinações de papéis possíveis, o letterpress não é recomendado para todo o tipo de impressão. Lembre-se de sugeri-lo em situações bem específicas. Desta forma, você irá criar efeitos pontuais em suas peças, como um detalhe especial que vai garantir que elas fiquem gravadas na mente das pessoas.

Confira alguns exemplos de uso para a técnica.

Cartões de visita

cartão de visita, em muitos casos, é um dos primeiros contatos que uma pessoa tem com determinado serviço. Na maioria das vezes, esse também é o residual que fica de um primeiro encontro: um residual bem palpável, que vai se associar diretamente com o nome de quem o entregou.

Se a sua impressão é em letterpress, cria-se um material único, que, com certeza, vai se destacar em meio a muitos outros cartões impressos nos mesmos formatos de sempre. A técnica pode ser utilizada só em um logo ou nome, assim como também pode ser aplicada em um lado inteiro do cartão.

o que é letterpress o que é letterpress

o que é letterpress

o que é letterpress  

o que é letterpress

Convite de casamento

Seu cliente vai se casar? Converse com ele para entender qual é o estilo dos noivos. O letterpress pode combinar tanto com uma comemoração mais rústica, no campo, quanto com festas de ares mais clássicos e sofisticados.

Essa é uma das últimas tendências para os convites e continua em alta no Brasil. Nem podia ser diferente: a peça chama muito mais atenção do que um impresso comum, principalmente se o convite contar com detalhes mais rebuscados, também em relevo.

o que é letterpress

o que é letterpress

o que é letterpress

Cartão de presença VIP

Como o próprio nome entrega, ao preparar um cartão de presença VIP, seu cliente deseja mostrar que o convidado é especial e único. Uma boa saída para isso é investir na técnica para conferir certa exclusividade ao cartão.

Normalmente, esse tipo de peça é produzido em menores quantidades, tornando-se viável sugerir o uso de letterpress. Assim como no cartão de visitas, você pode tanto imprimir um lado inteiro com a técnica ou utilizá-la para QR codes ou nomes de eventos.

Agora que você já sabe o que é letterpress, utilize-o em suas peças gráficas para dar aquele detalhe especial. Basta fazer a matemática para descobrir se o tempo de produção é suficiente para o que ele precisa.

Se você está em busca de novos tipos de impressão, dicas de vendas, planejamento e administração, não deixe de assinar nossa newsletter. Dessa forma, você recebe tudo em primeira mão, ao clique de um e-mail!

Você pode gostar...

1 Resultado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This