tendencias para o mercado design

Veja as principais tendências para o mercado de Design

Durante um bom tempo o flat design dominou a cena no mundo tecnológico e no mercado de Design, conquistando muitos adeptos. Mas o tempo passa rápido e novas tendências vêm ganhando espaço.

Essas novidades têm sido incorporadas aos poucos, e agora, ocuparam seu lugar na preferência de muita gente. Mas não vieram para banir o flat, e sim, complementar esse estilo que trouxe tantas inovações na área de UX.

Dessa forma, o complemento entre design plano e as novas tendências está produzindo uma linguagem mais rica, fluida e dinâmica com foco na experiência do usuário. Para saber mais continue acompanhando o post e confira os destaques para este e o próximo ano.

Transição de cores (gradiente para os íntimos)


O polêmico gradiente voltou, e desta vez com muita elegância, oferecendo movimento e colorido aos layouts e logotipos. Até mesmo as grandes marcas fizeram seu redesign usando os recursos do degradê. Um exemplo é o Instagram, que mudou radicalmente seu design adquirindo um visual mais atrativo.

A forma de aplicação dessa nova versão de transição de cores ganhou mais leveza sem perder a consistência. Às vezes, o uso da técnica é feito de maneira muito sutil, apenas para proporcionar um pouco de volume e profundidade ao design.

No entanto, saber aplicar o gradiente é essencial para não esbarrar no excesso e poluir o visual. Por isso, vale a pena experimentar algumas paletas e deixar seu trabalho mais impactante.

Tipografia grande

Em 2017 a tipografia aposta na combinação de fontes grandes e robustas para destacar títulos em contraste com o restante do texto, que permanece mais sutil e limpo. A intenção é transformar os títulos ressaltados em elementos gráficos, com maior visibilidade e presença.

Outra tendência será o uso de fontes handwriting — feitas à mão — de forma artesanal.

Cinemagraphs e vídeos

Cinemagraph é um misto de fotografia e vídeo. Consiste na adição de efeitos na foto simulando a sensação de movimento e profundidade. Essa técnica de design já invadiu as redes sociais e lembra produções de animação. Alguns desses trabalhos têm um charme que remete à nostalgia da época do cinema mudo.

Da mesma forma, os vídeos estão ganhando cada vez mais relevância. As marcas têm apostado muito nesse recurso pelo seu dinamismo e engajamento com os usuários.

Sua aplicação em fullscreen no background dos sites proporciona uma experiência única, que prende a atenção do visitante por mais tempo.

As imagens estáticas sempre mantiveram um status elevado em termos de transmissão de mensagens, porém, o impacto causado pelo vídeo vai além, contando histórias e envolvendo seu interlocutor.

Microinterações

As microinterações são animações discretas que promovem interações com os usuários ao executarem uma ação em algum aplicativo. Por exemplo: ao clicar um botão a imagem produz um movimento rápido ou emite algum som.

Seu papel no UX/UI Design é determinante, principalmente nas versões para dispositivos móveis, que estão presentes o tempo todo na vida das pessoas. Essas pequenas interações são responsáveis por uma navegação mais agradável, natural e divertida, além de promoverem um envolvimento emocional com o usuário.

Scrolling e Parallax

O Scrolling conduz a rolagem da página infinitamente, sem precisar de interrupções para continuar carregando e absorvendo conteúdo. Já é amplamente usada pelo Facebook, Pinterest e Instagram. É bastante aceita nos dispositivos móveis, já que estes têm um potencial enorme de envolver o usuário.

O Parallax apresenta uma dinâmica visual hipnotizante. Sua técnica consiste em movimentar os elementos de primeiro plano e o fundo em velocidades diferentes, causando uma ilusão de profundidade.

É um recurso muito inovador e ágil, que costuma aumentar o tempo de navegação do usuário em razão do seu caráter lúdico e versátil.

Cards

Com essa técnica você pode organizar as informações mais importantes separadas em blocos de conteúdos diferentes, lado a lado. Esse processo facilita a comparação e compreensão das informações apresentadas. Dessa forma, é possível atrair o usuário apenas para o que interessa.

Como foi possível notar, as tendências para o mercado de Design estão muito voltadas à interação e movimento. Todas as mudanças apresentam essa disposição para envolver o usuário nos processos como um participante ativo, e não apenas um mero observador.

Se gostou das dicas, siga-nos nas redes sociais — Facebook, Twitter, Google+ — e mantenha-se atualizado!

Comments (2)

  1. Tudo indica que o Design vai cada vez mais caminhar para a interação, até mesmo a nova aplicação de movimento em fotos, desenvolvida em Israel, que logo vai viralizar.

    1. Ei, Weslley!
      Verdade! Tudo está tendenciando para o interativo mesmo.

      Muito bacana essa nova ferramenta. Alguns resultados lembram um pouquinho a ferramenta Liquify do Photoshop. E o mais legal é que é bem provável que essa ferramenta possa ser disponibilizada nas redes sociais. Além de inédito e acessível, daria para dar umas boas risadas também, rs.

      Vamos deixar o link da matéria para que outros leitores também vejam:
      http://www.bbc.com/portuguese/geral-41688417

      Muito legal o seu comentário! Agradecemos muito por compartilhar conosco!

      Um grande abraço 😉
      E continue nos acompanhando.

      Att. Equipe KWG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This