receituário médico

Receituário médico: como criar um design limpo e bonito?

Na área da saúde, pouco se fala sobre a importância de uma boa diagramação para o receituário médico. Porém, essa é uma peça que também integra a identidade visual das clínicas, consultórios e hospitais.

O trabalho de comunicação visual é muito importante para divulgação e fortalecimento de uma marca. O cuidado deve começar pelo logotipo, em que se define o símbolo, a fonte tipográfica, cores e formas.

Tudo isso é essencial para conceituar a marca e expressá-la por meio dos elementos que a acompanham, como: papel timbrado, cartão de visitas, fachada, envelopes, folders e muitos outros.

Na área da saúde está incluído, obrigatoriamente, o receituário médico — um bloco pequeno usado para anotações e prescrição de medicamentos. Trata-se de um item indispensável no cotidiano de um profissional desse setor. É um produto que também requer atenção especial na sua elaboração junto aos demais itens da identidade da marca.

Confira a seguir algumas considerações fundamentais para se produzir um receituário limpo e bonito!

Atente-se às informações do receituário médico

Ao criar o receituário, o primeiro cuidado deve ser dedicado às informações técnicas e empresariais, tais como: 
• Nome do profissional;
• Especialidade do profissional;
• Número do registro no conselho que o representa;
• Logotipo;
• Endereço, telefone, e-mail e site da clínica; 

Essas informações são necessárias por se tratar de um documento com valor jurídico, no qual o profissional se responsabiliza por tudo que ali estiver registrado e assinado.
Em seguida, é fundamental fazer a distribuição dos elementos gráficos e informações de acordo com toda a identidade visual já trabalhada nos outros itens. É importante que todo o conjunto fique harmônico, bonito e tecnicamente adequado às normas reguladoras, lembrando que se trata de um documento legal.

Procure distribuir os elementos no cabeçalho e no rodapé e deixe toda a área central para que o profissional possa prescrever a medicação. 

Pesquise os materiais indicados e elementos visuais utilizados

Os materiais mais indicados para produção de um receituário médico são os papéis off-set e reciclato com 75 g ou 90 g. O formato varia de acordo com a necessidade de cada profissional e sua especialidade. Os mais comuns são feitos nas medidas 10 cm x 15 cm ou 15 cm x 21 cm. O mercado gráfico geralmente a venda deste material em blocos com 100 folhas cada um, e pode ser confeccionado em 1 ou 2 vias.

Todas as informações do receituário médico são inseridas apenas na frente do impresso, deixando que o verso do papel fique em branco. É bastante comum encontrarmos receituários impressos em 1×0 ou 2×0 cores, por ser tratar de uma opção mais econômica. No entanto, optar pela impressão em 4×0 cores, agrega mais qualidade e liberdade de criação, pois o designer não fica limitado em trabalhar com apenas 1 ou duas cores. 

Quando integrado aos elementos que compõem a identidade da marca, o receituário médico deixa de ser uma simples folha em branco para se transformar em uma peça de destaque, que certamente será notada pelo cliente.

Personalizar os materiais gráficos do consultório/clínica é uma forma de demonstrar zelo pelo cliente e cuidado com os detalhes. Essas coisas nunca passam despercebidas, podendo até encantar os pacientes. Na área de pediatria ou veterinária, por exemplo, esse recurso pode ser explorado de maneiras muito criativas, servindo como distração para as crianças.

É sempre bom se colocar no lugar do paciente e imaginar de que forma ele poderia se sentir mais à vontade dentro da clínica. Um bom design possui todos os recursos para proporcionar esse bem-estar.

Cuidados com a impressão

A finalização do trabalho impresso exige alta qualidade para garantir o diferencial da concepção da marca com o máximo de fidelidade. Nessa etapa, é muito importante contar com os profissionais mais capacitados da área gráfica.

Escolher uma empresa consolidada e com bastante tempo de experiência no mercado é altamente recomendado. Os equipamentos devem ser de última geração e os operadores habilitados para garantir a qualidade do produto final, pois de nada adianta todo um trabalho de criação, se o produto final não ser impresso com a mesma qualidade e dedicação.

A possibilidade de encontrar todos os recursos em um único lugar, com toda a infraestrutura necessária, pode assegurar uma impressão de excelência gerando o resultado esperado.

Assim, procure sempre alinhar toda a identidade de uma marca ao conceito escolhido. Encontre a melhor empresa para ajudá-lo a concretizar os resultados e não tenha receio de fazer esse investimento.

E então, está pronto para produzir um receituário médico memorável? As informações foram úteis? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This