áreas do design

Conheça as 5 principais áreas do design

Hoje em dia, é difícil ouvir alguém dizer que não conhece design. Isso porque a infinidade de áreas do design disponíveis levou à popularização do termo e seus benefícios estão cada dia mais perto das pessoas.

A sociedade está finalmente absorvendo o valor do design com mais naturalidade e compreendendo seu importante papel em todos os setores da vida. Afinal, ele está em tudo e evolui rapidamente, adicionando facilidades ao dia a dia e deixando tudo mais atrativo e interessante.

Nesse post, falaremos das cinco áreas do design que mais interagem com nossa vida cotidiana. Confira!

1. Design gráfico

O designer gráfico é o mais conhecido dos profissionais da área. É ele quem cria o logotipo, a identidade visual e todo o projeto de comunicação de uma empresa. Ele também trabalha com campanhas publicitárias, elaborando as mais variadas peças gráficas — outdoors, cartazes, banners e muitos outros, tanto impressos quanto digitais.

Esse profissional também trabalha com ilustrações, modelagem e animação 3D na indústria do cinema e propaganda. É uma área de atuação muito procurada para começar uma carreira por ser bastante versátil e mais acessível para a maioria dos iniciantes.

De todas as especialidades de design, essa é a que mais se aproxima da arte. Talvez por isso ela seja tão encantadora, além de uma rica fonte de desenvolvimento da criatividade.

2. Web design

O web design é constantemente confundido com o design de interface (o qual apresentaremos logo a seguir). No entanto, elas são áreas do design com aplicações bem diferentes. Falemos agora do primeiro, que tem foco em desenvolvimento de sites e todos os tipos de plataformas para internet, como redes sociais, e-commerce, blogs etc.

O profissional dessa área tem a função de elaborar a estética, a funcionalidade e manutenção de um website. Ele deve dominar as técnicas de HTML, CSS, Java Script, Flash e outras disciplinas essenciais para levar um site ao ar.

Além disso, precisa conhecer programação visual para trabalhar em conjunto com os códigos de programação, de forma a proporcionar o melhor desempenho das plataformas na internet. É uma área multidisciplinar que exige atualização constante.

3. Design de interface

Essa área do design é uma especialidade que vai além do conhecimento puramente técnico. Ela é baseada na experiência do usuário de um ponto de vista mais humano. Sua atuação envolve a criação de interfaces gráficas amigáveis para aplicativos móveis e desktop.

Seu principal foco é o estudo do comportamento dos usuários a fim de projetar telas, botões, layouts e transições de forma mais prática, intuitiva e eficiente. É um segmento que se reinventa constantemente, de acordo com as necessidades das pessoas ao interagirem com seus diversos dispositivos.

4. Design de interiores

O profissional de design de interiores é habilitado para criar projetos internos para ambientes variados, tanto residenciais quanto comerciais. Vale lembrar que essa especialidade não se resume à decoração dos ambientes: ela se ocupa principalmente da configuração de espaços com uso de metodologias específicas, levando o máximo de bem-estar às pessoas.

Nesse sentido, o designer de interiores precisa pesquisar sobre as necessidades dos usuários do local, combinando conhecimentos sobre conforto, iluminação, temperatura, materiais mais adequados, dimensão espacial, entre vários outros aspectos.

5. Design de produto

Sabe aquele aparelho de TV de alta resolução, os smartphones com inúmeras utilidades ou os móveis versáteis e charmosos que vemos em catálogos de marcas consagradas no mercado?

Tudo isso e muito mais faz parte das criações elaboradas pelos designers de produto. Antigamente, esse profissional era chamado de desenhista industrial. Seu processo criativo compreende basicamente as etapas de criação, rascunho, prototipação e testes até chegar ao produto final comercializado.

É a área de design que fomentou a indústria na época da revolução industrial. Agora, com a popularização das impressoras 3D, esse segmento ficou mais conhecido e valorizado.

Como se pode notar, o design compõe nossos cenários e nos permite uma vida muito mais prática e funcional. Com o passar do tempo, os estudos especializados nas suas diversas aplicações têm proporcionado grandes melhorias em nosso cotidiano.

Você se identificou com alguma das áreas do design apresentadas? Tem amigos que poderiam se identificar? Compartilhe com eles nas suas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This