agregar valor

Como agregar valor aos seus materiais gráficos?

Quem trabalha com design já sabe a importância que os materiais gráficos possuem para um negócio. Banners, cartões de visita, identidade da marca, tudo isso faz parte do seu dia a dia e são os produtos que você vende. Por isso, é sempre bom agregar valor a eles da melhor forma possível.

Uma imagem bem trabalhada não serve só pra mostrar na internet. Ela transmite uma identidade e o tipo de serviço que se espera de um negócio. Por isso, quando alguém vem até você em busca de materiais gráficos, sua responsabilidade é bem maior do que aparenta. Se você mostrar que sabe como elevar o nível do seu serviço, também vai melhorar a própria imagem.

A questão é: como? Bem, para responder a esta pergunta trouxemos uma pequena lista com algumas coisas que podem ser feitas para agregar valor aos materiais gráficos que você produz. Confira:

1. Busque qualidade de impressão. Sempre!

Isto é meio óbvio, mas nunca é demais lembrar como uma boa impressora faz diferença na hora de entregar qualquer material gráfico. Pode ser um pouco mais caro conseguir um material gráfico de alta qualidade, mas com certeza o seus clientes vão preferir investir um pouco mais por um produto que atenda a expectativa de impressão.

No entanto, qualidade de impressão não significa necessariamente pagar mais caro. Com tantos avanços tecnológicos, hoje as impressoras offset permitem uma impressão de altíssima qualidade mesmo com um baixo investimento.

Se você terceiriza a impressão, certifique-se de que seu fornecedor utiliza um equipamento adequado e procure conhecer o portfólio de produtos dele. Aqui na Gráfica KWG, você consegue adquirir diversos mostruários de produtos e conhecer de perto a nossa qualidade de impressão.

2. Trabalhe para aprimorar o seu design

Uma forma simples e relativamente barata de agregar valor a qualquer trabalho de design é se tornar um profissional melhor. Nem tudo se resume a ter melhores ferramentas e plugins: exercitar suas habilidades todos os dias para melhorar o seu trabalho deve ser parte da sua rotina, mesmo que pareça que não há mais nada a aprender. Afinal, acredite: sempre há.

Você pode fazer novos cursos se achar necessário, mas o importante é colocar esse conhecimento em uso. Adotou um novo plugin? Pratique um pouco com as novas funcionalidades. Atualizou sua ferramenta de design? Tire um dia para assistir tutoriais e aprender como tudo funciona agora. São pequenas ações que fazem toda a diferença na qualidade dos seus produtos.

3. Aposte na crítica de outros profissionais 

Em qualquer trabalho de produção gráfica, seu cliente terá direito a um número especificado de revisões do material sem custo adicional. Porém, é sempre melhor quando você entrega algo próximo ao que ele espera logo de cara. Uma forma de fazer isso é criar um procedimento de revisão em dois estágios: um interno e um pelo cliente.

É bem simples: após qualquer material produzido, você o envia a um colega de trabalho para que ele dê sua própria opinião antes de enviar ao cliente. Isso pode ser difícil se você é um designer freelancer, mas deve haver um ou dois amigos no ramo com quem você fala. Assim você terá maiores chances de acertar de primeira.

Outro benefício em compartilhar seu trabalho é que durante o processo de criação é bem possível que você se torne refém do olhar vicioso. 

Quando você já está em um ramo por muito tempo, fazendo praticamente o mesmo trabalho todos os dias, pode ser que o seu olhar fique um pouco viciado e você perca de vista os detalhes. Por exemplo, erros de digitação ou detalhes na criação. Ao compartilhar com outro profissional as chances destes erros serem identificados será muito maior.

4.Invista no seu próprio branding

Pense bem: você contrataria um mecânico cujo próprio carro está sempre quebrando? Provavelmente não. E você contrataria um designer que não trabalha para agregar valor aos próprios materiais? Mais uma vez, é provável que não. Como já mencionamos, a imagem de um negócio é extremamente importante para o seu desenvolvimento e permanência no mercado.

Então, antes de começar a caçar mais clientes, desenvolva melhor o seu portfólio e a sua presença como profissional. É preciso atentar-se ao básico: interagir nas redes sociais, atender bem seus leads etc. Isso vai fazer uma diferença enorme na hora de se apresentar em um evento ou de convencer alguém de que o seu produto vale a pena.

5. Exercite o overdelivering

O “entregar demais”, em uma tradução livre, é uma técnica bem comum para melhorar a experiência de compra de um cliente. Em vez de prometer o mundo e entregar uma montanha, você promete uma pedra, mas continua entregando uma montanha. Metáforas à parte, tudo que você deve fazer é prometer menos do que pode entregar, mas manter o resultado acima do que é proposto.

E por que fazer isso? Simples: quando um cliente tem expectativas mais baixas em relação ao resultado que espera, um material de qualidade maior passa de algo ordinário a surpreendente. Sempre parece que você está indo um pouco além do normal para entregar algo a mais. E se, por acaso, você se deparar com uma situação em que não possa “entregar demais”, pode apenas cumprir o combinado.

6. Adote materiais de maior qualidade

Esta é a maneira mais óbvia de agregar valor a qualquer material gráfico, mas ainda é digna de destaque. Muitos designers acabam tentando baratear a produção para aumentar a própria margem de lucro ou reduzir o custo para o cliente. Porém, como já falamos, o custo não é tudo. Alguns preferem arcar com as despesas maiores e conseguir o que realmente precisam.

Se, em vez de baratear, você pensar em melhorar o resultado, é bem provável que retenha clientes melhores, que buscam por esta diferenciação na qualidade, que aceitam pagar o preço completo por um serviço bem-feito. Aposte em acabamentos diferenciados como papéis nobres e laminações. Outra dica também é usar a criatividade na aplicação do verniz localizado. Aliando essas dicas de acabamentos a um bom design, com certeza você irá surpreender os seus clientes.

Com essas dicas, você já deve estar pronto para agregar valor aos seus materiais gráficos sem gastar muito. Acha que mais pessoas podem aproveitar essas informações? Então compartilhe este artigo em suas redes sociais e mostre como é possível melhorar a qualidade do seu trabalho de designer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This