Cinemagraph: conheça essa tendência da fotografia

Cinemagraph é uma técnica de criação que mescla elementos do cinema e da fotografia. A técnica resulta na criação de imagens digitais estáticas. Porém, há detalhes isolados que se movimentam em um looping infinito e causam um efeito realmente inovador.

Se você trabalha com design e fotografia, certamente sabe da importância de estar sempre à frente das tendências de seu mercado, não é mesmo? Novidades fervilham o tempo todo, principalmente quando o assunto é a criação de peças para a publicidade.

Está na hora de conhecer a tendência de mercado mais recente, que pode captar e conquistar seu público-alvo com um simples despertar de curiosidade: o cinemagraph. Neste post, você vai entender do que se trata essa espécie de fotografia em movimento, como ela surgiu e, principalmente, como pode colaborar com o marketing!

Não perca essa chance de ficar por dentro do artifício que vai inovar o seu setor de criação. Está preparado? Continue a leitura!

O que é cinemagraph?

Cinemagraph é uma técnica de criação que mescla elementos do cinema e da fotografia. O próprio termo — que também pode ser chamado de cinemagrafia — indica a junção dessas duas palavras.

A técnica resulta na criação de imagens digitais estáticas. Porém, há detalhes isolados que se movimentam em um looping infinito e causam um efeito realmente inovador.

Esse tipo de imagem também é chamado de GIF artístico. O grande diferencial da cinemagrafia em relação ao GIF é que a ilusão de ótica provocada é composta a partir da sutiliza de um movimento específico.

O GIF seria o contrário disso, uma vez que, geralmente, é composto por movimentos na imagem inteira, o que deixa o resultado bem mais vibrante. É por conta desse diferencial que o cinemagraph cria uma confusão e, ao mesmo tempo, uma curiosidade em seu expectador.

Ao olhar para a imagem, o observador vai tentar assimilar se é uma gravação com um elemento estático ou uma foto com um elemento em movimento. Você deve estar se perguntando isso também, não é mesmo?

Saiba que um cinemagraph pode ser feito de ambas as formas — ou até mesmo misturando as duas técnicas. De qualquer maneira, mesmo que esse tipo de imagem também possa ser salvo em diferentes formatos de vídeo, a finalidade dos cinemagraphs é a publicação na internet.

Portanto, tais arquivos geralmente são salvos no formato GIF, com um tamanho pequeno e baixa resolução. Fechar o arquivo é uma forma de facilitar a reprodução e o carregamento da imagem de forma mais otimizada em navegadores diversos.

Confira alguns exemplos:

Qual a origem dessa técnica?

O cinemagraph surgiu como resultado dos primeiros experimentos feitos pelo artista gráfico Kevin Burg, em 2009. Ele trabalhava com criação de fotos e vídeos para campanhas publicitárias e para o ramo da moda em Nova Iorque.

Em 2011, quando Kevin e a fotógrafa Jamie Beck participaram da cobertura da semana de moda de Nova Iorque, o cinemagraph foi criado e nomeado. Atualmente, é possível encontrar várias reproduções e exemplos dessas imagens com uma simples busca na internet.

Existem versões dessa técnica até mesmo com trechos de filmes e as mais diversas cenas cotidianas. Para criar um cinemagraph, basta um olhar atento e criatividade.

Como desenvolver uma imagem de cinemagraph?

O principal software que permite a criação de cinemagraphs autorais é o Adobe Photoshop. Como dissemos, é possível fazê-los tanto com imagens quanto com vídeos.

O seu programa precisa ter a aba “timeline”, como é o caso das versões CS6 em diante. Veja, a seguir, como desenvolver um cinemagraph:

  • capture uma sequência de fotos (ou um vídeo) com câmera parada. Para que não haja desalinhamento na imagem, utilize o auxílio de um tripé. No caso das fotografias, é necessário um disparo contínuo muito rápido para conseguir uma sequência precisa;
  • no Photoshop, duplique o primeiro frame e utilize máscaras para decidir quais elementos terão movimento ou se manterão estáticos;
  • enquanto trabalha com as camadas no software, atente para o fato de que é preciso garantir que o elemento que participa da parte animada do cinemagraph precisa estar em um looping perfeito e infinito;
  • dependendo da proposta da imagem, pode ser ideal ocultar ou revelar o elemento que você deseja que tenha movimento;
  • por fim, basta exportar o arquivo no formato GIF e marcar as opções “loop” e “forever”, que farão com que o movimento se repita incessantemente. Tenha em mente que é inevitável ter uma queda de qualidade das imagens ao fechar o arquivo nesse formato;
  • para ver o seu cinemagraph ativo, basta abri-lo em um navegador de internet. Para publicá-lo em redes sociais, como o Facebook, utilize a URL.

Como essa tendência contribui com o marketing?

Você percebeu que o cinemagraph é um dos poucos recursos capazes de enfatizar momentos muito específicos, isolando-os e até mesmo apresentando-os por um novo ângulo? Bom, essa experiência, sem dúvidas, faz com que o observador sinta que há uma história sendo contada naquela imagem.

Pode-se dizer, então, que esse tipo de conteúdo agrega valor à mensagem que será passada à sua persona. E é por isso que o cinemagraph tem muito a contribuir com a sua estratégia de marketing.

Seus benefícios se aplicam principalmente ao inbound marketing. Se publicidades em vídeo eram ruidosas e interruptivas, essa técnica visual e interativa certamente atrai a atenção dos consumidores de uma forma muito mais sutil e ideal.

Cinemagraphs são imagens vivas que despertam curiosidade e podem ser grandes provedoras de alto engajamento em redes sociais, por exemplo. Se você está sempre se inteirando quanto ao papel dessas mídias no marketing digital, já sabe que elas são grande parte de uma estratégia bem preparada.

Um caso de sucesso do uso de cinemagraphs, por exemplo, envolve as peças publicadas pela A&E, produzidas por Dylan Coulter e Mark Homza, da Flixel. A empresa usou diversos cinemagraphs para divulgar a terceira pré-estreia do terror psicológico “Bates Motel” — e a ação foi um sucesso de engajamento.
cinemagraph

cinemagraph

As cinemagrafias também são extremamente úteis para inovar em técnicas de e-mail marketing. Elas podem ser muito eficazes para prender a atenção do leitor no conteúdo da mensagem.

Essas imagens são usadas para inovar até mesmo em displays digitais. Ao andarem pelas ruas de grandes centros urbanos, as pessoas já estão acostumadas com o excesso de informação visual dos mais diversos tipos. Entretanto, o tom curioso do cinemagraph novamente entra como uma “carta na manga” para fazer com que as peças criadas não sejam apenas mais uma entre as demais.

Os cinemagraphs se aplicam até mesmo a websites e banners, sempre atraindo — e não interceptando a experiência do consumidor. Avalie todos os aspectos do design que se associam ao marketing e você verá que são inúmeros os usos que o cinemagraph permite, contribuindo para o setor criativo de sua agência.

Agora, você já tem conhecimento sobre os aspectos essenciais do cinemagraph e sua importância para o design e a criação de uma estratégia de marketing, não é? Então, que tal ser visto como referência entre seus colegas? Compartilhe este post em suas redes sociais!

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. Gustavo disse:

    Top!!! Muito legal essa técnica. Poderiam fazer um vídeo explicando passo a passo como que faz. Fica a dica.

    • Gráfica KWG disse:

      Ei, Gustavo! Tudo joia?
      Opaa… muito obrigado pela sua sugestão! Já deixamos anotado aqui.

      Ficamos felizes que tenha curtido o nosso artigo 😉
      Para mais conteúdos bacanas como este continue acompanhando o nosso blog.

      Um abraço,
      Equipe KWG

  2. Woooooow!!

    Obrigado por nos mostrar!!

    As vezes queremos produzir algo neste estilo, porém quando não sabemos o nome fica difícil de procurar um tutorial para aprender como fazer.

    Continuem colocando conteúdos relevantes para os profissionais gráficos!!

    Muito obrigado!
    Gráfica em SBC

    • Gráfica KWG disse:

      Olá, MN Print! Tudo joia?
      É verdade, sem referências fica muito difícil de saber e sem contar que esse nome não é nada fácil de adivinhar, rsrs.
      Toda semana postamos conteúdos bem legais como esse, feitos especialmente para profissionais gráficos.
      Continue nos acompanhando 😉

      Um abraço,
      Equipe KWG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This