melhorar o design

6 dicas para melhorar o design de suas peças gráficas

Quem trabalha com design está constantemente usando a criatividade e alinhando-a às técnicas e exigências dos clientes na criação de seus projetos. Mas, se o designer não se dedicar a aprimorar os conhecimentos e melhorar o design de suas peças gráficas, o trabalho pode cair na mesmice.

Foi pensando nessa questão que desenvolvemos este artigo. Se você está precisando de dicas para melhorar suas peças gráficas, preste atenção ao conteúdo deste post e veja como pode ser fácil ampliar seus conhecimentos e aprimorar o desempenho como designer!

Confira agora 6 dicas para melhorar o design de suas peças gráficas:

1. Estude a fundo tópicos de design e Gestalt

Um bom designer não deve se limitar ao uso das ferramentas de edição. É preciso estudar. Já ouviu falar em Gestalt? Podemos chamar essa disciplina de “psicologia das formas”. O design utiliza a Gestalt o tempo inteiro, ainda que de forma inconsciente. É a melhor maneira de saber mais sobre como as pessoas percebem os diferentes estímulos visuais.

Estudar Gestalt é importante para que entendamos a percepção das coisas. Compreendendo os princípios da Gestalt você terá maior controle sobre seus projetos e peças gráficas. Os trabalhos serão mais harmoniosos; e a mensagem entregue ao público, muito mais bem direcionada.

Por isso, leia mais! Os livros estão cheios de teorias que podem ser colocadas em prática, e eles não precisam ser somente sobre design. Identifique áreas relacionadas que possam acrescentar conhecimentos e noções variadas. Você pode saber um pouco mais sobre fotografia, psicologia, marketing, entre outros.

2. Converse com profissionais mais experientes

Trocar uma ideia com profissionais do ramo que tenham mais experiência é interessante em qualquer área. As diferentes vivências servem para que você entre em contato com estilos e pontos de vista distintos do seu, o que é essencial para manter a criatividade fluindo.

Outros profissionais podem fazer você enxergar perspectivas que não levava em conta anteriormente. Você não precisa fazer isso pessoalmente: as redes sociais, por exemplo, são um ótimo canal para entrar em contato com outros designers. Interaja em tópicos sobre assuntos que você goste e participe de chats. Assim, você verá como outros designers pensam e trabalham.

Além disso, você poderá ampliar o networking e conseguir boas conexões. Não somente para amizades e troca de ideias, mas também para estabelecer parcerias futuras.

Não enxergue outros profissionais como se vivesse em uma eterna disputa, isso afeta a área do design como um todo de forma negativa, dificultando o estabelecimento dos profissionais no mercado.

3. Invista em cursos e ferramentas

Os cursos são formas imprescindíveis de adquirir um bom aperfeiçoamento das suas habilidades. Muitos designers são ótimos autodidatas e conseguem aprender muita coisa por conta própria em casa, como as funções básicas de um novo programa.

No entanto, por meio de cursos de qualidade você pode ter acesso às funções mais complexas e técnicas diferentes. Participar de palestras e workshops também vale muito a pena.

Bons softwares também são ótimos recursos para auxiliar na realização das suas peças gráficas. Não se limite aos softwares antigos! As atualizações dos programas e as novas versões estão aí para facilitar o seu trabalho e aprimorar a qualidade do que você produz. Invista neles!

Se você acha que para ser um bom designer ser criativo basta, está na hora de mudar de ideia. É preciso investir em todos os recursos que encontrar para que um retorno incrível aconteça — não só de dinheiro, mas também de reconhecimento.

Além do mais, um bom computador, ótimas ferramentas e conteúdo atualizado agilizam bastante o processo de trabalho de um designer, bem como, como melhorar o design.

4. Esteja sempre atento às novidades

O mundo está em constante mudança e cheio de informações. É preciso estar atento a elas. Se um designer não for cuidadoso em relação às novidades, poderá ser considerado ultrapassado, e logo será “engolido” pelos profissionais mais antenados.

Acompanhe blogs sobre design, assine newsletters, visite sites de áreas relacionadas — como os de comunicação, publicidade e marketing. Tudo isso poderá ajudar bastante na absorção de conteúdos incríveis e novas informações.

5. Pratique sempre e seja versátil

Você com certeza já ouviu falar naquela premissa de que a prática leva a perfeição, certo? Para melhorar o design de suas peças gráficas, praticar é fundamental.

Os primeiros erros servem como aprendizado para os futuros trabalhos, e, muitas vezes, somente testando variadas opções e ideias é que você consegue chegar ao melhor resultado final.

Por isso, pratique sempre! Crie peças para clientes imaginários, faça pesquisas, teste os resultados mais de uma vez e, se precisar recomeçar, faça de novo. A experimentação pode te revelar novas possibilidades.

Ser versátil também fará toda a diferença no seu trabalho. Um design versátil é aquele que não exibe ideias “engessadas”, ou seja, que não se mostra fechado para mudanças ou diferentes propostas. Uma pessoa versátil tem habilidades e qualidades variadas, podendo realizar trabalhos bem distintos.

Que tal buscar novos horizontes, como investir em um curso de fotografia para entender melhor a composição de uma imagem? Ou colocar em prática algum talento adormecido, como o gosto por desenhar ou pintar? É importante se arriscar além do uso apropriado do computador. Esteja aberto a novas experiências.

6. Busque boas inspirações

Você costuma ser um bom observador? Quando olhamos ao nosso redor, damos asas à imaginação de maneira que sequer esperávamos. Abrir o olhar para a observação ativa nossa percepção e costuma ser uma ótima forma de buscar inspirações e como consequência, melhorar o design. 

Que tal pesquisar outros trabalhos dos colegas de profissão? Os grandes nomes do design ou aquele amigo que se formou junto com você podem ter um portfólio muito interessante.

Inspire-se com peças de fora de seu círculo de amizade provenientes de outros países, sobretudo que sejam de diferentes culturas. Elas podem despertar os seus sentidos e criatividade.

Lembre-se sempre que a inspiração dificilmente é uma coisa que chega bem na hora de que você precisa dela. Pode ser que demore horas ou dias até que ela apareça. Mas nem sempre um designer tem esse tempo natural para a chegada dela.

Portanto, junte trabalhos, banners, flyers, cartões e demais peças que te interessaram. Dê uma boa olhada neles quando você achar necessário. Tudo pode servir como fonte de inspiração para quando precisar.

Um bom profissional não pode se acomodar ao que já sabe. Buscar aprimoramento é uma ação constante na carreira. Colocando em prática essas dicas, você não só poderá melhorar o design de suas peças gráficas, como se transformar em um profissional ainda mais incrível.

O que você achou dessas dicas? Que tal aproveitar e conhecer um pouco sobre uma tendência da fotografia chamada cinemagraph?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This