portfólio

6 dicas para elaborar um portfólio atrativo agora!

Primeiramente, o que é um portfólio? É, basicamente, um apanhado dos trabalhos que você considera mais expressivos para apresentar ao se candidatar a uma vaga de emprego. É também, uma vitrine para potenciais clientes.

Estudantes e profissionais da área de design e outras voltadas à criatividade devem sempre manter um conjunto de trabalhos ou cases prontos para divulgação de sua produção, seja online, em formato PDF e até mesmo impresso, se necessário.

Reunimos, nesse post, 6 dicas úteis para ajudá-lo a apresentar seus trabalhos mais criativos e relevantes. Confira!

1. Faça um portfólio honesto

Há quem defenda a necessidade de organizar o conteúdo do portfólio em ordem cronológica. A justificativa para essa medida é a evolução nas técnicas adquiridas com o passar do tempo. Isso é um fato, mas não é uma regra rígida.

Muitas vezes, um profissional da área criativa está atrelado às necessidades da clientela. Isso já é motivo suficiente para minar algumas ideias que poderiam ser mais bem aproveitadas se não houvesse a necessidade de atender ao gosto pessoal do cliente.

Portanto, reúna os trabalhos mais interessantes. Se for o caso, vale a pena fazer um breve relato de como você os desenvolveu. Descreva as dificuldades e desafios enfrentados, além de tudo que o impediu de alcançar os resultados esperados.

Essa também é uma maneira de demonstrar os percalços que a profissão lança em seu caminho e sua desenvoltura diante deles.

2. Use peças fantasmas e trabalhe para ONGs

Se você ainda está em início de carreira e ainda não tem trabalhos para expor, não se preocupe: há opções interessantes e divertidas para resolver o problema.

Trabalhar para ONGs pode ser muito interessante e útil. Procure algumas e ofereça seus serviços. Normalmente, essas instituições precisam de tudo: identidade visual, peças gráficas, site, blog e, claro, postagens constantes em redes sociais.

Você pode doar seu trabalho, desenvolvendo um conceito com mais liberdade, e ganhar um job que vai chamar muita atenção em seu portfólio.

A alternativa divertida, por sua vez, é desenvolver peças fantasmas. Aqui, você estará inteiramente livre para produzir seu trabalho como achar melhor. Porém, cuidado para não se empolgar demais e esquecer dos detalhes técnicos e do bom senso. Faça o trabalho com propriedade.

3. Tenha cuidado com o uso de trabalhos de outros artistas

Ao personalizar sua composição, tenha muita cautela se decidir utilizar alguma ilustração ou outra peça qualquer desenvolvida por profissional diferente.

Se for inevitável lançar mão desse recurso, faça apenas no caso de existir alguma parceria sua com o autor do trabalho. O ideal é que o seu job seja a parte mais expressiva do todo. Assim, você não corre o risco de ofuscar sua criação.

4. Atente-se aos detalhes de trabalhos conceituais

Os projetos conceituais costumam impressionar muito. No entanto, é preciso se fazer entender de alguma forma. Para isso, utilize um texto de apoio — um memorial descritivo, melhor dizendo. Esclareça do que se trata com detalhes, demonstrando sua utilidade.

5. Use os textos de apoio nas plataformas

A internet está repleta de plataformas desenvolvidas para exibição de portfólios online. Elas comportam diversos campos destinados à inclusão dos dados mais importantes para a identificação do usuário e de seus trabalhos.

Ao organizar as peças, você pode descrevê-las detalhadamente, como foi desenvolvida, qual sua finalidade e outras informações pertinentes.

Algumas oferecem, ainda, templates — páginas editáveis — específicos para cada seguimento, como fotografia, design, música, artes e outros. Confira os sites de serviço online mais utilizados:

6. Continue se aperfeiçoando

Nas plataformas, como o Behance, o público e os outros usuários podem curtir e comentar seus projetos. Isso é motivador e facilita a troca de experiências e engajamento com novos contatos — quem sabe até mesmo parcerias!

Contudo, o mesmo feedback pode ser conseguindo ao enviar seu portfólio em formato PDF, por e-mail. Nada impede o retorno do receptor comentando sobre o conteúdo do seu trabalho, então aproveite a apreciação e use-a como combustível para continuar se aperfeiçoando.

Gostou das dicas para preparar um portfólio atrativo? Assine nossa newsletter e fique por dentro de mais informações e novidades!

Comments (2)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This